sábado, 29 de dezembro de 2007

Damned! Damned! Damned!


Estes porque quase sempre esquecidos, eles que foram uns dos primeiros ou mesmo os primeiros e uma cacofonia bendita, digna da personagem a perorar que me entra quarto dentro ao acordar. Smash it up. A canção. O pesadelo, Macário Correia, pois, esse, o parolo algarvio que manga de alpaca num tenebroso governo de Cavaco virou autarca e cultiva a paixão pelas bicicletas com um extremoso e imbecil fundamentalismo higiénico que contradiz visivelmente o pote de gordura que ostenta. Assunto, a Lei do Tabaco e consequente proibição. Arrumemos a questão: este é um assunto sobre Liberdade mesmo quando eu sei que fumar faz mal, é estúpido, pode matar e que devo cívicamente respeitar os direitos dos não fumadores. Tentar que o meu cigarro e a minha Liberdade não incomodem os outros. Posto isto, fumo. Gosto de fumar. Por opção. Por prazer. Para defecar, ler, ouvir música, acordar, pensar, escrever ou complementar o café. Como cardíaco e outras coisas mais ou menos mais graves. Mas não sou parvo e, assim, sei que esta Lei é a mais repressiva da Europa. E sei, também, que os impostos que o Macário paga para tratar doentes derivados do consumo de tabaco, o que o indigna ferozmente, é bem menos expressivo do que o imposto que pagamos ao Estado na compra de um maçito de cigarros. Basta de demagogia. De hipocrisia e intolerância. No meu caso, sendo Privado, nem sequer custo nada ao Sistema de Saúde público. Mas, importante mesmo, é não reconhecer nem aceitar a fúria totalitária dos Macários neste recanto já não mediterrânico mas da Europe's West Coast. O ridículo mata. E fumar diz respeito a opções individuais. Mais: ao meu corpo, de cujos direitos não abdico. Muito menos num País anedótico que legaliza o Aborto, mete seringas nas prisões ou liberaliza e consente o fumo das ganzas. Ou onde o alcoalismo é, realmente, o problema. Resta-me a consolação de enquanto fumador o poder fazer livremente nos hospitais psiquiátricos. E, assim como assim, já o diz o António Nunes da ASAE: quem está mal que emigre! Ora nem mais. A loucura está entre nós disfarçada de bom senso. Leiam a entrevista do dito cavalheiro, hoje, na edição da revista do Sol. Está lá tudo. Bom fim de semana. Fumem, os que fumam. E viva o Tabaco porque viva a Liberdade!

11 comentários:

LiliS disse...

pois pois pois...

DAMNED!!!!

BOM FDS!

MEU DOCE AMOR disse...

Claro.

Respeitar ,mas não proibir.

Talvez fechar cafés,restaurantes...etc...para diminuir o desemprego.

Humm...

Beijinho doce e fica aí tempo:)

Su disse...

feliz 2008 para voces......sempre

jocas maradas de fumo...afinal a tosse é minha..cof..cof..:)

poca disse...

pois, não sei como vai ser para a semana.. mas cá em casa vai-se continuar a fumar.. tou até a pensar abrir um bar para fumadores cá em casa só para os amigos ;P

contradicoes disse...

Também fui fumador e por isso respeito todos aqueles que o são, não concordando de forma nenhuma com este exagero das últimas medidas decretadas. Mas meu caro. Já há muito que a nossa liberdade vem sendo atacada a vários níveis e este ataque aos fumadores é apenas mais um atentado. A continuação de boas festas. Um abraço
Raul

Beltenebros disse...

Este blogue está de parabéns Camarada.
Foi o António Barreto, entre tantos outros, a plagiar títulos de postes para abrir artigos de opinião.
Depois, ontem, Pacheco Pereira a falar das novas "nacionalizações" socialistas, tal qual escreveste.
O curioso é na imprensa, que tanto aqui parece-me vir, nunca ver referenciado o SucK.
Mantem-te firme Camarada.
Hoje só vim mesmo recomendar a leitura do Jornal Público. Paulo Ferreira em editorial sobre a CGD a escrever " sobre a agência de empregos ".
António Barreto, sobre o PS, a escrever "associação anónima de capitais públicos e interesses privados, grupo económico com poder efectivo ".
A encerrar o habitual zurzir de Pulido Valente a salientar o que alguns vão vendo mas poucos.
" O clima de imbecilidade moral criado pelo Governo em 2007 mas que o Povo tão bem acolhe ".
Do tabaco também fala, na linha do teu poste. Só se esqueceu do caso Esmeralda.
Evitem é a revista que, como diria o Catita Manuel João, é verdadeira pornografia sentimental ao nível do mais asqueroso que se produz na net. Valha-nos que eles se reclamam do jornalismo de referência.


Saudações Nacionalistas.

Nero disse...

Vai lá ler.


Cumprimentos.

Capitão-Mor disse...

Votos de um excelente 2008!

herético disse...

abraço.

Bom Ano

Alien8 disse...

"O ridículo mata". De facto...

Um bom 2008 para a boa gente deste blog.

Abraços.

Condor disse...

Vai ler esta nova versão, por favor.

http://coliseu-nero.blogspot.com/2008/01/2-verso-provisria-da-carta-de-princpios.html

Bom Ano de 2008, Cumprimentos.