sábado, 25 de agosto de 2007

Chega um gaijo da terra e vem encontrar o Estado de Direito!

Precisamente, ora pois. Leio os jornais e tudo indica, como pressinto desde o início e por isso nunca abordei o tema, que me desculpe o Paulo Reis que é amigo do PR e me merece todo o respeito, que a Maddie mais do que telenovela ( virtual? ) mal contada vai ser arquivada no segredo dos deuses. Isto de investigações e prisões, só não o sabe quem não quer, não é mesmo para todos. Os transgénicos? Não, Camaradas, não alinho nas indignações dos bem pensantes. Li os jornais e estou perplexo é com o dito, o Estado, o de Direito, a propósito da Somague e do PSD, dos helis para combater os fogos que comprados e pagos vão voar para o ano, se. Melhor, só correr os blogues que por aí andam, mais ou menos de direita, ditos nacionalistas ou mais ou menos identitários, e encontrar o elogio declarado ao sionismo, a Israel ou aos USA. Em nome da defesa desta Europa a cair de podre. Bem pode pregar o Radtzinger que no limite o Louçã ainda se torna o herói da nossa extrema-direita. Assim como assim vou dormir e tentar entender que estou cá outra vez. Num país que faz de um escritor conservador, reaccionário, que odiava os anos 60?s, os hippies e apoiava a guerra do Vietnam, um revolucionário militante. O Kerouac, pois, que queria era copos e vacas. Um embuste esta farsa. Melhor só ver a parada gay em Telavive e o Zé a vender o ridículo na C. M. de Lisboa. E palerma é o Alberto João, naturalmente. Fiquem, se puderem, a ouvir os National que em Boxer são quase geniais. E tentem rir-se que eu já estou quase a chorar. Bom fim de semana.


( Morreu E. P. Coelho. Com tudo o que me separa dele e em especial em nome do PR, que foi seu aluno, a homenagem, na Diferença, deste blogue. Sem lágrimas de oportunismo e de hipocrisia ).

22 comentários:

wind disse...

Boa tarde!
Concordo com o teu ost. Aleluia!:)
Beijos

MEU DOCE AMOR disse...

Vejo que o menino já chegou das férias e em forma .Gostei do post.E assim é!

Um beijinho doce e bom fim de semana:)

Su disse...

gostei de ler.te ...assim sem folego............... ..eu.....:)

carai.....que força:)

jocas maradas

contradicoes disse...

A retrospectiva no regresso
não foi nada animadora
por isso respondo em verso
por ser confrangedora

Um abraço do Raul

PintoRibeiro disse...

No ponto Bernardo.
A nossa Europa não é a Europa deles. A do Capitalismo transnacional pós 1945, assente no tapete de bombas e na ocupação, militar, económica e cultural, americana. A que inventou Israel para a canalha sionista que deambulava sem pátria, que NUNCA a tiveram, na Europa. Esta Europa sem regras e sem rostos, sem bandeiras nem valores, a da prostituição, do consumo, que tem medo da pena de morte mas não de incentivar o aborto, a dos lobbies gays, do parlamentarismo dos interesses, a da pedofilia, do tráfico de pessoas, do ataque à Família e à natalidade, que teima em confundir laicismo com secularismo, das deslocalizações, do trabalho precário, do lucro, do ataque à ideia de Nação, avessa à Cultura, à História, de fragmentação dos direitos dos cidadãos e do Trabalho, da falência dos sistemas educativos, de saúde, da segurança social, aos valores de Gaia, do hedonismo, da massificação. Da cobardia. Da permissividade intolerante. Do falso igualitarismo.
Como percebo o medo que lhes inspira o Islão.
Seja. E espere-se.
Um abraço.

vida de vidro disse...

E ainda agora chegaste... Mas vens cheio de força, não haja dúvida. **

Thunder disse...

Sem tempo para ler porque ainda estou de férias...mas gostava de chegar a casa e ver o estado do país DIREITO!

BEIJOS

Flávio Gonçalves disse...

A nossa Europa não é mesmo a deles camaradas, isso é flagrante.

PintoRibeiro disse...

De certeza Flávio. Lembrei-me ainda agora do EPC. Dizia ele que resistia no interior da pós modernidade como moderno. Eu resisto como pré-moderno.
Uns farsantes...
Abraço.

Nero disse...

Realmente a nossa direita é digna da nossa esquerda.
Esqueceste o veto de Cavaco Silva e os motivos do mesmo a propósito da nova legislação a obrigar o Estado a indemnizar os cidadãos quando tal for exigido.
Cumprimentos.

wind disse...

boa noite.
achas que sei alemão para mo mandares ler?:)
bjs

MEU DOCE AMOR disse...

Quanto ao post de cima:)

Gostei do malmequer.O link...uma cor gira:))))

Beijinho doce para todos com Sol.Não há,mas existe.

kurika disse...

Beijo de boa noite aos três...

Flávio Gonçalves disse...

Caros Bernardo e Ribeiro,

Realmente para quem está habituado ao activismo do NPD, que determinados inovadores arqueofuturistas consideram de ultrapassado e datado, chegar a Portugal e levar logo no toutiço com as nossas variantes de doce far niente intelectualizado e kosherizado até deve traumatizar.

Nem me refiro só aos identitários que temos, com excepção do PNR que – quer se goste quer não – lá vai trabalhando e aparecendo, o mesmo sendo válido para a TIR (mas esta não é de direita e nem de Direita, portanto não conta) a esmagadora maioria da dita “área nacional” não existe fora dos restaurantes e de algum concerto isolado no qual só entram convidados escolhidos a dedo.

Esta recuperação de Alexandre del Valle (no Novopress identitário) e a difusão do sionista infiltrado Guillaume Faye passa despercebida a muita gente, mas fico contente por já sermos meia dúzia na blogosfera a alertar para o perigo do eurosionismo que Faye e os seus apoiantes defendem, há meses apenas se ouvia a minha voz no deserto, hoje já se ouvem críticas de 5 outros bloggers em blogs distintos.

Não se consegue abafar a Verdade, notem como reagem furiosos e ao abrigo do anonimato os defensores do golem Faye, insultando e caluniando quando lhes faltam os argumentos e apelidando de imbecis, mal formados e de iletrados aqueles que discordam do sagrado evangelho do Setentrião sionista, que se estende até Israel.

A Revolução não poderá contar com essa gente da direita identitária (que finge ser formada por ex comunistas e libertários, quando não o é nem nunca o foi, trata-se da bandalheira skinhead com novas roupagens, de supremacismos raciais e civilizacionais que nem os maníacos do NSM americano, de braçadeira e camisa castanha, ou sequer os Hammerskins, defendem actualmente) nem de qualquer outra direita (sei que aqui vocês discordam comigo, mas sinceramente que a Direita que vos vejo defenderem não existe em Portugal, a Esquerda Nacional está mais próxima dessa vossa Direita que qualquer outra direitinha existente por cá).

Todos os maus hábitos que o nacionalismo tinha abandonado (ódio ao próximo, supremacia racial, complexo de superioridade civilizacional, elitismo artificial académico, falar para dentro, ignorar a classe operária/trabalhadora, etc.), tudo isso o identitarismo recuperou e tenta apresentar toda essa porcaria ultrapassada como sendo algo novo, revolucionário, inovador e vanguardista.

Deviam era recordar que já o III Reich tentou uma aliança com os sionistas, e a paga foi uma guerra mundial, mais passadistas e datados são eles que não passam de um sepulcro, que por fora está pintado e decorado para parecer belo, mas que no seu interior abunda em podridão.

Impressionante a quantidade de entrevistas e palestras em que o Guillaume Faye assumiu que defendia abertamente Israel e que os judeus lhe pagavam que afinal “nunca existiram” ou “ah e tal estava só a brincar”, o último livro dele fala por si só.

Se tudo isso é mentira e as pessoas que o promovem são mentirosas e conhecidas, porque raios o senhor Faye não colocou nenhum deles em tribunal por difamação? Tinha ganho umas boas coroas…

O conhecimento dessa gente é tal que organizaram um encontrinho internacional com o famoso eurosionista Faye num hotel cujos proprietários são muçulmanos, é tamanha a imbecilidade e distância intelectual do mundo real em que vivem, se calhar devíamos denunciá-los como colaboracionistas por pagarem alugueres a hotéis muçulmanos para darem as suas palestras de ódio supremacista, financiar o inimigo, com que então?

Espero que o meu português tenha sido claro o suficiente, é que andam por aí doutores arqueofuturistas que acham que a política (e o revisionismo) deve ser levada a cabo apenas por licenciados, mestrados e doutorados e atribuem um grau de analfabetismo e de imbecilidade a quem é pobre demais para conseguir completar estudos universitários dito superiores, como é o meu caso.

É que algumas pessoas nos últimos 10 anos tiveram que trabalhar para comer…

PintoRibeiro disse...

Disseste tudo K'mrd Flávio.
Alguns continuam, como nós, a tentar comer todos os dias. E pagamos do bolso cursos e pós-graduações. Nem os tiramos onde tu os sabes.
Subscrevo-te na íntegra. Há que desmascarar a pretensa "direita" que por aí passeia e combater de frente o Sionismo! Venha ele do Faye ou dos seus acólitos encapotados. É com gente dessa Europa que a Europa, a NOSSA Europa está como está.
Um grande abraço.

Belzebu disse...

Aqui está um post que subscrevo na totalidade! De facto, quando se regressa a esta terrinha está sempre tudo, cada vez mais na mesma!

Aquele abraço infernal!

anti-sionista disse...

É a primeira vez queescrevo num blog e faço-o apenas para dizer que o Flávio ultimamente se tem excedido em excelencia!!!!Por onde passaem vários outros blogs tem tido a ombridade de fazer inumeros inimigos o que neste pais de escasso valor humano só o pode valorizar...o sionismo engloba em si todos os males do planeta terra...defendé-lo é para mim a traição ultima a todos os combates ...não me vou alongar neste tema poissó me interessa o diálogo com gente de bem...e a esses seria comopregar a convencidos e como me conhecem sabem o que penso ...abraços a quem os merece!
0ps...ia-me esquecendo...Pinto Ribeiro eu sou aquele que em lisboa á poucos dias falou contigo em companhia de 2 outras pessoas de bem(conhecemo-nos nesse dia aliás!

sonia r. disse...

O PR também já está habituado. Dou o recado, ele está doente.

MariaTuché disse...

Também tenho que concordar contigo Bernardo.

Deixo-te um beijo, outro à Sónia e as melhoras do amigo PR :)

anti-sionista disse...

tens de te por bom depressa PR!!!

Melhoras rápidas ...temos muito que fazer ainda por cima...abraço rapaz!!

PintoRibeiro disse...

A recuperar K'mrds. Foi calor a mais, acho. Lolol. Abraços.

Flávio Gonçalves disse...

Isso foi nervos de discutir com eurosionistas (ou nacional-sionistas) ;)