sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Coisas de Agosto, gestão de tempos de crise e notas dispersas.

Assim, Okakura reeditado a 3 euros. Belíssimo, " O livro do Chá ", edição de bolso na Biblioteca Editores Independentes. O ideal para dias quentes e a azia face aos mesmos. Apetece citar: " quem dera que amássemos mais os antigos e os copiássemos menos. Já se disse que os Gregos foram grandes por nunca se basearem na antiguidade ". O resto é a continuada apagada e vil tristeza. O Zé do Bloco, que numa caricatura grosseira dos Verdes alemães já tinha enterrado o vermelho no congresso, volta a mostrar do que é feito em Lisboa. A sede de poder, protagonismo e oportunismo incoerente. Tão ou mais como o pretendente Meneses a líder da " direita " a passear, cúmplice e solidário, por entre a pretalhada da Cova da Moura. Patético. Trágico. Quase ou tanto como passear na blogo e encontrar nos habituais pornógrafos mais ou menos artísticos o ódio ao Islão persa e xiita. Sinais do que liga a esquerda decadente e caviar, silenciosa com Castro ou Chávez, aos interesses do Capitalismo Liberal, silencioso, esse, com as ditaduras árabes do mundo sunita. Em comum, o cuidado subserviente para com israel e a defesa de uma modernidade que encontra no Islão xiita o inimigo principal. Porque nem todos aceitam a arrogância cultural e civilizacional ( com travos de um colonialismo encapotado ) de uma Europa doente e decadente onde tudo se torna relativo, tolerável ou permissivo. Onde apesar da ofensiva desses amplos sectores há quem recuse a anunciada morte da Família, diz não ao aborto, ao tráfico e consumo legal de droga, às legalizações gays, à ausência de valores e princípios éticos, à ditadura do laicismo. Onde importa a solidariedade mas também sem complexos a pena de morte. Sabem-no, eles, felizmente e percebe-se o medo, como se percebe, numa Europa que dentro de 30 anos será islâmica, ou não será, o medo que lhes provoca um Erdogan, por exemplo. Enterrado e crucificado o cristianismo, ( terá chegado tarde Radtzinger com a sua clarividência ), ambas as forças sabem que o confronto final será com o Islão. Curioso é não ver esses contestatários de merda e as suas preocupações humanistas darem a cara. Protestem mas de forma clara. Com rosto. Entreguem assinaturas e lágrimas na Embaixada da República Islâmica do Irão em Lisboa, ao embaixador Taheri. Não se escondam nas campanhas virtuais. Mesmo aqueles que por aí andam com nick's para não comprometer a porra do subsídio cultural de que vivem. Ainda não perceberam que o mundo deles, existindo, já morreu. Felizmente. Mesmo quando o azar do Costa Killer de Comba Dão ou do raptor da Maddie foi não terem descoberto os messengers ou os blogues. No fim nem a mão amiga do terrorismo de Bin Laden lhes acudirá. Já os REM cantavam no último audível que gravaram, 1987?, it's the end of the world as we know it. And I feel fine. No Grande Satã depois do Katrina, as pontes e os esgotos. Por cá o colapso da natalidade. Pode quem pode, pois. Bom fim de semana.

9 comentários:

kurika disse...

Venham a SMF...viagem medieval...
...há que beber...e comer.
Tenho um convite para vocês lá no meu canto.

Bjs

MEU DOCE AMOR disse...

Tenho.Interessante o livro.Muito.

Não gosto de caviar.Prefiro paté vegetal.Com tostas.Hummm...

Já para não falar na "doença" e "decadência" interior...bem pior...cada vez mais...

No grande satã? Tantos que há...cada um tem um:)))

Beijinho doce a todos e bom fim de semana.e banhocas boas, nem que seja de chuveiro...

MEU DOCE AMOR disse...

Vi o vídeo.Gostei dos ETS:)E se fossemos ETS e chegássemos a este mundo, o que pensariamos?

Bem...

Bjs

Alien8 disse...

Bom fim de semana. Bom post, claro.
Um abraço.

sonia r. disse...

Com a história da modernidade anda tudo indignado por em Espanha terem retirado pornografia dos quiosques e em Itália terem prendido paneleiros por atentado ao pudor.
Felizmente no Irão que liga pouco a esta modernidade voltaram a enforcar tarados sexuais e traficantes de droga.
Bjinho.
E um bom fim de semana a quem aqui passar.

Thunder disse...

Bom fim-de-semana para todos.
Penso que não vai ser este aumento dos abonos que vai fazer aumentar a natalidade no nosso país! É que depois faltam outras condições como: bom acesso à saúde e educação.

Bjs.

Su disse...

jocas maradas para os meninos e as meninas.....para a familia.obvio

+ jocas .................pstt será que não andas a confundir o p pelo f................sei lá-----------por momentos pensei...............mas qd penso................exilo..............opssss ++jocassssssssss

Su disse...

opss mas eu ainda não tinha passado por aqui???? eu já não sou o que era.................:)
jocas maradas ...sempre

MariaTuché disse...

It's the end of the World!!

Excelente post.

O meu foi bom mas sem praia que em Agosto só à distância.

Beijo