quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Urgência.

De fazer renascer o pensamento antiracionalista, de fazer implodir tudo o que resta e vem do Iluminismo. Assim, J. G. Haman, a espaços Herder, mas também Burke. Fulcral é rejeitar a ideia de progresso a par da defesa de um nacionalismo que assenta numa perspectiva cultural de identidade comunitária: a Família, a memória histórica, a língua, os hábitos, os sentimentos e os costumes. Deus, certamente. A Terra e o Sangue. Haverá simultâneamente que redescobrir coisas ( aparentemente tão simples ) como solidariedade, respeito, verdade despojada, sacrifício, desprezo pelo exterior, a luta contra a presença do Mal, a essência e o carácter único do humano, geral a todas as sociedades na sua diversidade, a postura ascética e disciplinada do guerreiro. Reerguer a alma comum da raça porque só ela, como escreveu Joseph de Maistre, cimenta a Nação. Defender o genuíno, o que perdura, não os artifícios do estado burguês, mais ou menos liberal, assente nos interesses e valores do Capital. Aliás, a Nação, no limite, pode e deve ser a primeira defesa do cidadão face ao poder sombrio do Estado. Não por acaso, o crescente reforço dos aparelhos de Estado fazem do ataque continuado ao discurso e à prática nacionalistas uma das suas prioridades. Assim, resistir, impõe-se. A ler, este.

19 comentários:

Nero disse...

Dia a dia fazer o Combate.
Cumprimentos.

wind disse...

Desta vez concordo que se deve fazer algo para sair da ditadura em que estamos!
Beijos para os 3:)*

MEU DOCE AMOR disse...

Gosto dessa ALMA.

Beijinho doce

António do Telhado disse...

Caros autores do blogue:

Considero que todos têm direito à opinião, mas todos mesmo e por isso li com maior atenção o que escreveram.

Não considero correcto tentar dar-se uma ideia de perseguição aos nacionalistas quando estes na sua acção perseguem, por vezes violentamente, quem deles discorda.

PintoRibeiro disse...

António do Telhado. Como em tudo e em todo lado. Gente boa e gente má. Criminosos e não criminosos. Não alinho em abstracções e generalizações. Deves falar de alguns sectores skins, o que não somos. Mas até esses, nos redskins, se pautam tbém, como vês, pela violência. Além do mais a criminalidade não é apanágio da Direita. Maniqueísmos simplificadores, aqui, não.


Mais do que Nação prefiro falar da palavra alemã Heimat, que vai mais ao encontro do que pretendo exprimir.

Alien8 disse...

Deixo um abraço, PR. E desejo boa noite.

Rodrigo Nunes disse...

Excelente!

Susana Barbosa disse...

Resistir. Sempre!
Bjinhos e bom fim de semana

MariaTuché disse...

Gostei!!

Deixo os beijos para o fim de semana :)

E a Sónia por onde anda??

Um beijo querida :)

wind disse...

Bom dia.
É pena o vídeo ser em Alemão , não percebi nada, só as expressões:)
Beijos para os 3*

PintoRibeiro disse...

Sobre a banda e o clip ir aqui:

http://www.neubauten.org/

herético disse...

abraço. discordante. como presumes...

wind disse...

Fui ao link mas é só para quem é subscritor:(
Beijos

MEU DOCE AMOR disse...

olà: não entendi nada .Só ouvi.Vou lá ver mais logo.Quanto ao ESTE entendi perfeitamente:))))))

PR lá entendo? Mas gostei de ver.Lê -se da direita para a esquerda?

Beijinho doce

MEU DOCE AMOR disse...

Bom fim de semana

Solidariedade Portugal - Irão disse...

http://solidariedadecomoirao.blogspot.com/

Actualizado frequentemente.

PintoRibeiro disse...

O link é para o blogue do Presidente do Irão.
Ao alto, à esquerda tem tradução automática para inglês e francês, entre outras.
Abraços, bfsemana.

Alisson da Hora disse...

O que é genuíno derruba as bases da mediocridade. Olá, pessoal, estou de volta!

abraços

a.h.

Lilis disse...

lutar lutar lutar...

mas as forças onde estão?!

deviam estar aqui!

...

bju bju bju