quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Benvindo! O resto é COBARDIA.

( Sou suspeito. Não estou colocado, a minha filha ainda não tem aulas. Devemos ser uma excepção, claro. Azar. O nosso. Ainda assim ontem ouvi o nosso engenheiro, num registo entre histérico e histriónico, a insistir na banda larga e nas novas creches e escolas. Mais uma vez a confundir um complemento, um acessório, as creches, com uma finalidade, um objectivo. Percebe-se, a fúria que o Poder tem contra a Família e a preocupação que os aparelhos ideológicos do Estado manifestam crescentemente em roubar as crianças ao seu espaço natural para as moldar a seu bel prazer. Claro que uma boa rede de creches faz falta e é absolutamente necessária num País onde a carência de estruturas é imensa. Como faz falta, em especial, uma política de Família e de defesa dos direitos dos Pais. Da Mulher. Percebe-se o engenheiro que defende o incremento da natalidade legalizando e incentivando o Aborto. Comparem os subsídios de baixa dados a uma grávida e a uma mulher que faça aborto. 65% para a primeira, 100% para a segunda. Lapidar. De Propaganda, falam os habituais sindicatos. Mas não só. Em causa está o futuro. A diferença entre educar, dever e direito dos Pais, e ensinar, obrigação não vislumbrada da Escola. Ser objectivo e honesto é defender novos direitos laborais, salariais e sociais para as mães em Portugal. Incentivar condições fiscais para que na Família a mãe possa educar os seus filhos com tempo e condições para não ter de recorrer às creches estatais. É subsidiar, de facto, o incremento da natalidade. É garantir o direito de escolha nas decisões que dizem respeito à educação dos nossos filhos. Não por acaso nos USA cresce o número de crianças educadas em casa. Não por acaso o vendaval que as declarações de Eva provocaram na Alemanha. O resto é treta. Mais do mesmo. Sucesso escolar equivalente a analfabetismo técnico. Basta passear na net. Mas, se calhar, talvez por isso, a banda larga do engenheiro. Que, ao lado de Cavaco, confunde óbvio com Cobardia. Vergonhosa para todos nós a postura com o Dalai Lama ).

8 comentários:

wind disse...

O Sócrates está a deseducar! Beijos para os 3:)*

HarryHaller disse...

Nem sempre concordante com o que escreves, mas reconheço-te sempre pertinente e incisivo PR.

Desejo-te um dia agradável.

Fernando

as velas ardem ate ao fim disse...

Subscrevo na totalidade.

bjinhos Pr

Thoth disse...

Caro Pintoribeiro, o resto é mer..., e da grande. Tristes figuras geladas que nos governam, e muitos lhe acham piada. A propaganda, não era exclusiva dos ditos ditadores; estes, os democratas, utilizam-na bem melhor, fazendo o mau paracer bom...Enfim, vêem a mentira como modo de vida.

Cumprimentos

navegação disse...

Meu Caro
Uma vergonha é o que lhe posso dizer, uma vergonha...

Saudações

martelo disse...

por acaso começo a estar farto do engenhocas, mas pior talvez venha a seguir.

Santos R. Queiroz disse...

Uma política de natalidade séria é algo que não convém a esta espécia de políticos. Como justificariam, se houvesem (mais)jovens no desemprego, que os imigrantes continuassem a ocupar os postos de trabalho que deviam ser desses jovens?

Portugal e o seu futuro são coisas que não interessam muito a esta gente. Desde que lhes venha o motorista e o salário ao fim do mês, está o plano tecnológico feito.

Mas as coisas mudam. Aqui, na Alemanha e em qualquer outro sítio em que os povos não se reconheçam em quem os governa.

Saudações.

MEU DOCE AMOR disse...

Vergonhosa é pouco.

Beijinho doce