terça-feira, 6 de novembro de 2007

O Director do Meia-Hora: ou como a propósito de farsas se descobre um farsante,


porque estúpido o dito senhor não será. Mesmo querendo na sua desonestidade intelectual saloia fazer de nós parvos. Artigo de 29 de Outubro de 2007. O Irão. Pois. Descontemos a ignorância básica e a islamofobia encoberta que varre a fúria imbecil do dito. Registe-se, apenas, e explique-se sucintamente o que se tenta vender. Mesmo quando o colunista elogia Mugabe e a Rodésia para insultar Ahmadinejad e a República Islâmica. Só essa pérola basta para não perder demasiado tempo com aquilo. Mesmo quando aquilo chega gratuitamente a milhares de leitores incautos que pouco ou nada sabem do Islão, ou sequer de xiitas e sunitas. Manipulação e desinformação no seu melhor. Aponte-se a correcção, breve: no Iraque quem mata e assassina, xiitas preferencialmente, nesse Iraque também xiita, é a Al-Qaeda do ex-agente da CIA, Bin Laden, sunita, ou os saudosos de Saddam, um velho amigo dos americanos. Lembra-se? Esse mesmo que está ligado a velhos amigos do amigo americano, os tallibãs afegãos, suportados e financiados pelos regimes amigos do amigo americano, o saudita e o paquistanês. Os mesmos tallibãs que a República Islâmica sempre combateu tenazmente. Mesmo muito antes de se terem tornado inimigos do amigo Bush. O dito senhor conhece pouco, parece. Da realidade em Teerão. Do cinema às artes. Das universidades ao desporto. Compare com o mundo árabe. E seja honesto com os seus leitores. Fala em banditismo mundo fora, financiado pelo Irão. O senhor é mentiroso. Confunde a Al-Qaeda do amigo americano e saudita com o regime dos Aytollahs. Será o problema a Entidade Sionista? Se calhar...mas mesmo assim, olhe. O Hezzbollah nunca invadiu Israel e limita-se a defender, bem, felizmente, o Líbano. Cíclicamente invadido pelos sionistas. O Hamas, esse, infelizmente não é corrupto como a Fatah de Arafat e venceu eleições livres e justas nas urnas, com voto popular. Uma merda, eu sei, isso da Democracia, o bom do Musharaff que o diga. Ele e a Bhutto que devia estar na cadeia. Agora, neste momento. No Paquistão amigo do amigo americano. E o Mugabe em Haia, não fosse o oportunismo democrático dos Sérgio Coimbra que por aí insultam a nossa inteligência. Tanta cretinice também cansa.

9 comentários:

vida de vidro disse...

Cansa, sim senhor! E hoje não discuto contigo. Porque tens razão. E isso deve ser reconhecido. **

Diogo disse...

Sobre um outro «holocausto»:

Simon Wiesenthal, um negacionista do Holocausto disfarçado de caçador de nazis?

contradicoes disse...

Razão é pouco. Carradas de razão. Um abraço do Raul

Susana Barbosa disse...

Cansada ando eu...
Bom resto de semana a todos
Bjs

Thunder disse...

Beijos e um óptimo dia!

o_cao_que_morde disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
kurika disse...

Bem dito. Haja coragem.

Bjinhos

PintoRibeiro disse...

Aqui, nem cão nem gato nem pardal ou pirikito.

sonia r. disse...

Lê a Mucznick hoje no Público, claro. Lol!