sábado, 24 de fevereiro de 2007

Vacas, sim, que são. Loucas, ficamos agora a saber.

Ou seja. Por fim, preto no branco, com a Creutzfeldt-Jacob a atacar no norte deste cantinho sereno. Sereno, precisamente, porque depois de tantos rosnados à altura da aprovação da Lei não vi nenhum autarca seguir, exemplar e consequente, o Alberto João. Esse, o populista, que a propósito continua a ter, goste-se ou não, muito propósito. A maioria não gosta, eu sei, porque o bronco da Madeira é políticamente incorrecto. Sem papas na língua. Língua que me apetece deitar de fora a um tal Sargento Gomes. Esse, levado em ombros pelo unanimismo do senso comum e das emoções e comoções populares, que ao verem a Justiça por uma vez a tentar actuar, aplaudem alguém que mais não tem feito do que ridicularizar a dita. A Justiça. Populismos. Preso e bem preso digo eu que não sou de vagas de fundo e que, ao contrário das maiorias, ao senso comum prefiro o bom senso. Coisa que o Alberto João também não tem mesmo tendo muito senso. Ou, recriando Hermokrates, ( de Holderlin ), apetece dizer que as vozes da populaça continuam a aterrorizar muita gente cá no burgo. Get a grip on yourself, já o cantavam os Stranglers, e tenham um bom fim de semana: nice and sleazy. Cantavam. Eles, ainda. Pois. Fiquem felizes. Beijos e abraços Kamaradas.

9 comentários:

Belzebu disse...

Estás lá, amigo PR, estás mesmo lá!

Saudações infernais!

Thunder disse...

Eu não gosto nada do João Alberto Jardim!São opiniões. Quanto ao Sargento Gomes...bem, devemos pensar na criança.E, na minha opinião, não se devia tirar os pais (de criação) à criança!Aqui não se trata de tirar a criança as pais, mas o contrário!Pensemos na menina e no trauma que seria separá-la dos pais.Devíamo-nos preocupar com as crianças que são maltratadas e não com esta que (parece) esteve sempre bem cuidada!Bj

Opintas/Bernardo disse...

Pena ninguem pensar no pai biológico da criança.
Que se saiba desde que soube que era realmente o pai sempre lutou pela filha.
Abraço Sérgio, estou de volta.
Li hoje o V.P.Valente sobre o Jardim no Público e está uma análise brilhante.
No Afeganistão de que ninguem fala por causa do Iraque a derrota dos americanos sente-se. Depois falamos.

Just an ordinary girl disse...

Dou-te razão quanto ao sargento Gomes. O Jardim, não gosto, não aprecio, não admiro!

Um beijo e bom fim de semana!!

sonia r. disse...

Já alguém pensou no Verdadeiro Pai da criança????

Será que ele Pai Biológico não tem direito à sua filha?

Curioso como o Sargento Gomes tem brincado com a Justiça e manipulado tão bem a opinião pública. Será bloquista ou comunista?????

Os que atacam Alberto João Jardim são os que têm calado e consentido tudo na Camara Municipal de Lisboa.


Bjinho Sérgio.

Su disse...

o ajj pelo menos diz o que lhe dá na real gana...............e muitos tremem.....e ele joga....ele faz de palhaço....ele brinca....ele faz o que bem entende.......e os outros que se danem...................muitos pensam mas não conseguem dizer na vida ..nada...pq tem medo....mto medo....................
ajj é lúcido..........basta querer


jocas maradas :)

poca disse...

eu sempre gostei de pessoas sem papas na língua.. ao menos sabe-se com o que se conta..

beijinhos e bom fim de semana

Lilis disse...

No problem meu caro PR... :)

Bjus

tb disse...

figuras do país real...a brincar ao faz de conta.
abraços