terça-feira, 2 de outubro de 2007

resistir e... inovar!


Antes de mais gostaria de partilhar que a versão portuguesa do Pravda, jornal fundado originalmente por Leon Trotksi em 1912, publicou, com a devida permissão, uma notícia original do Resistir Online (publicação virtual da TIR). Considerei importante revelar isto, uma vez que a TIR cada vez mais se afirma como sendo uma força de Esquerda Nacional e é de bom tom notar que alguma imprensa de esquerda já começa a notar nisso: não se trata de nenhuma camuflagem ideológica, somos o que está à vista.
Ou seja, na TIR resiste-se e... inova-se!
Curiosamente também os anarquistas espanhóis resistem e inovam, está disponível o cd "Chiapas: Los Ritmos del Espejo II", curiosamente foi-me oferecida uma cópia do primeiro cd aquando duma série de palestras no museu República e Resistência em que participei inclusive como orador e nas quais participaram anarquistas da CGT espanhola (meses antes o jornal anarquista Rojo y Negro tinha inclusive publicado uma foto minha junto duma foto do Salgueiro Maia num encontro internacional com anarquistas suíços, italianos e espanhóis, foi o lançamento dum sindicato entretanto ilegalizado pelo governo português) que nos trouxeram diversas revistas, jornais, livros, propaganda e cd's anarquistas e zapatistas, um dos presentes tinha conhecimento do meu fascínio pelo zapatismo (sou signatário da Sexta Internacional juntamente com um militante do Bloco de Esquerda) e acabaram por me oferecer o cd e ainda um livro sobre o EZLN. Podem comprar o cd por uns míseros 10 euros aqui.
Creio que nisto de resistir e inovar ninguém bate o EZLN nem a CGT.
Banda sonora: este postal foi escrito a meio da noite ao som de "Mis Colegas" (Ska-P), "Resistire" e "Algo Mejor" (The Locos).
E resistindo e inovando uns gajos que aí andam pediram-me para dar uma mãozinha na Revolução que aí vem a passos largos (data prevista de saída: em Outubro, claro, como qualquer revolução que se preze) e eu esta noite ainda tenho que entrevistar uns punks americanos e uns góticos italianos.

12 comentários:

sonia r. disse...

Pelo que vejo em casa a TIR já está para lá da Direita e da Esquerda.
Resistir de acordo.
Explica lá isso melhor e não nos tragas góticos por favor.

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

Estou de partida Komrad e vim só deixar um abraço.
Links vistos o resto não.
( A Sónia com tempo afina isto. Mas o PR encalhou... )
É notável como partindo de pontos de partida tão diferentes encontramo-nos em Combates comuns.
Vou passando.

MEU DOCE AMOR disse...

Gostei muito.Vi ps links.Interessante...

Um beijo doce:)com chuva...acho:(

MariaTuché disse...

Boas noites.

beijosssss

Flávio Gonçalves disse...

Hum, mas o morganho passa mais tempo na terra dos boches que cá =)

Até breve tovarish. Cumprimentos ao Mahler e ao Lafontaine, hehehe.

PintoRibeiro disse...

O gajo cá morre à fome. Já basta eu e tu, porra. E o Erasmus acabou. Um dia destes sigo eu.

Vítor Ramalho disse...

Andas a ser politicamente correcto.
O TIR está para além da direita e da esquerda.
É bom que a esquerda esteja atenta ao TIR mas eles nunca serão aliados.
Os nossos aliados são o povo e os trabalhadores.

Flávio Gonçalves disse...

Passamos a imigrantes, bem me tenho sentido tentado.

E já vão 2 meses em que o ordenado não cobre a prestação ao BCP.

Isto vai uma crise...

PintoRibeiro disse...

Ainda vamos ver a TIR de braço dado com o Bloko? Foda-se...

Vítor Ramalho disse...

O destino é caminhar-mos orgulhosamente acompanhados pelo povo e pelos trabalhadores.
Flávio isso tá mau, mas está mau para todos, olha aqui por Cantanhede na escola básica 10 alunos dizem as más linguas que dez alunos a única refeição que fazem é a da escola, mas ao dizer isto o Mister Gay ainda me chama comunista. A vacina para o cancro do colén tarda em ser compartecipada mas os abortos são feitos à borla e lá me chamam fascista.Pronto sou um politico bipolar.

Flávio Gonçalves disse...

Politicamente correcto????????

Agora é que notei!

Vítor Ramalho disse...

Politicamente correcto????????

Agora é que notei!
---------------------------------
Não te zangues. Sabes bem que é uma forma de falar ou escrever.
Temos de dos afastar dessas prateleiras e caminhar para um movimento que ultrapasse esses pormenores.