terça-feira, 3 de abril de 2007

O senhor Rui Tavares

é colunista do referencial jornal OPúblico. O senhor Rui Tavares, como cronista, é useiro e veseiro em ser desonesto intelectual. E, como tal, mau profissional. Mas é erkedalho, o que justifica neste país tudo, ou quase. O senhor Rui Tavares descobriu que em Portugal só a extrema direita é criminosa e violenta. Que gere o tráfico de droga e da extorsão. Que se organiza e expande na blogosfera. O senhor Rui Tavares é mentiroso. E parvo. E, insista-se, pouco honesto. Com memória curta, tão curta que esqueceu o PREC ou, então, os seus conceitos sobre o que é a VIOLÊNCIA são tão curtos como ele. Criminosos, haverá certamente em todos os partidos e sectores da sociedade portuguesa. Como em tudo. Porque ao contrário do que a eskerda pensa o mundo não é a preto e branco e nem todos o veem de forma maniqueísta. Tiques e taras velhas, sei-o. Ligar a extrema direita ao monopólio da droga é como ligar o aumento crescente da criminalidade à proliferação dos bairros de imigrantes, esses guettos nas periferias de Lisboa. Certo, senhor Rui Tavares? Como vê é fácil pensar como você e como a eskerda. Do mal o menos. Siga, você e os seus amigos eskerdalhos por essa lógica argumentativa que a Direita agradece. Vocês são os vossos próprios coveiros. Os resultados eleitorais na Europa não vos ensinam nada. Não saberá, mas ao contrário de si e do Prado Coelho e do que mais alguns pensam, dizem e escrevem, eu até leio, ouço Bach, não trafico drogas e na net, onde você agora descobriu o renascer do Mal, o que de mais abjecto encontro, tiro-o de blogues de gente como você. E, não o sabe, na blogosfera existe cá quem ande pelas ideias e não pelo engate, pela punheta virtual, pelo pretensamente artístico ou poético, pela solidão esquizofrénica, pela disfuncionalidade de personalidade. Por estar cansado de informação como a sua. Preocupante, por exemplo, foi a palhaçada eleitoral dos seus amigos no Egipto. Por exemplo. Eskerdalhos. Continue, que nós ficamos. Preocupante senhor Rui Tavares é gente do seu calibre escrever em jornais e manipular a opinião pública. E insistir em classificar de racista quem questiona o problema da imigração. Felizmente, nem todos e cada vez menos.

15 comentários:

kurika disse...

Hoje sem opinião...
De passagem!

Bjinhos

Belzebu disse...

Não conheço o Rui Tavares e não foi agora que ganhei curiosidade!

Saudações infernais!

morpheus disse...

Numa era de "fim das ideologias ", o que não subscrevo, de um amoral e egocêntrico neo-individualismo assente numa sociedade pós-pós, ( retomando um termo aqui muito utilizado no blogue ), onde a destruição do homem, do dever e da ética imperam, ( por contraponto a uma felizmente moribunda moral decadente de raiz judaico-católica ), reina o Capital, ( cujos pilares residem no pensamento de esquerda ), e com ele a exclusão e a marginalidade sociais, mais ou menos povoadas de uma multidão de tarados neuróticos.
Esse é o meu, o nosso Combate. Chega de fórmulas vazias, ( no sentido utilizado por Gilles Lipovetsky ). A mera transição do niilismo para a barbárie não me seduz. A desordem homeostática que vivemos exige uma Nova Ordem. Criminoso é eese jornalismo aparentemente neutral, liturgia mediática políticamente correcta em demanda de uma imbecil felicidade light.
Desde sempre que o mais cómodo é banir e silenciar as vozes divergentes e incómodas. O Goulag comunista provou-o à saciedade.
Boa noite.

antónio paiva disse...

..................


Abraço

Just an ordinary girl disse...

Estou como a Kurika "hoje sem opinião"

Não sou eu, é minha filha
:)

Beijossssssssssssssssss

MEU DOCE AMOR disse...

Quem é o senhor?

Beijinho

MEU DOCE AMOR disse...

Qual foi o preço da palhaçada no Egipto?

MEU DOCE AMOR disse...

A blogosfera não é assim tão diferente da realidade.

Beijos

Maria P. disse...

E está tudo dito!

Boa noite.

Um Poema disse...

Não perco tempo lendo arengas, não sei, portanto, quem é quem.

Um abraço

HarryHaller disse...

Eu sou por um mundo onde haja lugar para todos. Chamem-me ingénuo, ignorante, pois bem serei isso tudo.

Para oPR,a Sónia,o Pintas/Bernardo e o Morpheus desejo-vos uma feliz e serena época pascal. Se a Páscoa, por motivos religiosos ou ideológicos não vos diz nada, que tenham o resto de uma boa semana.

Um abraço

Fernando

PR disse...

No Egipto o amigo dos sionistas e dos americanos, o ditadorzeco Mubabarak, encenou umas eleições, condenadas por todas as ONG europeias, com uma adesão de 3%, a lembrarem as do recentemente tão falado Salazar, em que reforça os poderes pessoais, cerceia as liberdades da oposição e os instrumentos de repressão. Será por ser um "amigo", como o da Jordânia, o da Arábia Saudita ou do Paquistão, pouco ou nada li sobre a gravidade da situação na " imprensa de referência

sonia r. disse...

Não é de admirar vindo do Público.
Bjinho.

Opintas/Bernardo disse...

Bem feito. Não leias essa merda.

Su disse...

gostei de ler.te....assim

mas tb gostei da lucidez do morpheus....opsss e eu imaginando.o no mundo da "lua" :))))) (brinco)

tem razão o bernardo....:))



jocas maradas