domingo, 20 de abril de 2008

Enquanto o País contem a respiração entre a crise no Benfica e no Boavista,



o PSD montou o circo na cidade, o desemprego, a inflação e os precários por aí continuam embora da Crise, parece, poucos sinais se vejam e a miséria vá crescendo. Ao certo, o engenheiro tem espaço para falar muito, dizer pouco e fazer, de facto, menos, mesmo quando hoje li que a Ministra da Educação insiste em ser contra os chumbos, coisa pouca que pouco parece preocupar as Corporações do sector sabendo nós que a culpa da crise no Ensino, já sei, é minha, como pai, e dos videos na YouTube. Logo eu, que defendo o mérito, não aprecio a Escola dita inclusiva e opto pelo rigor. Assim como assim temos todos o Portugal que merecemos, digno de um saco de gatos fedorentos que a mais não aspiramos nem, parece, queremos. Reduzidos a isso, haja trocados no bolso e carros para passear enquanto se morre cada vez mais na zona duriense por falta de cuidados atempados de socorro médico. Foi-se o Ministro e as urgências, como tantas outras coisas, são assunto de ontem. Afinal não é impunemente que a Corporação militar, outro saco digno de gatos fedorentos, fez o levantamento de rancho a 25 de Abril, deu o golpe e chamou-o de Revolução. Nesta história fedorenta há uma imbecilidade congénita que ultrapassa a minha natural estupidez. Ora pois. Mesmo assim, eu que gosto de gatos, mas não fedorentos, ( snobismo, eu sei ), lá venho aqui rabiscar e passear porque, parecendo o Mundo existe. E continua, lá fora, a maioria das vezes longe dos locais de férias onde curtimos a dita Crise. O Tibete. O apoio do Capital aos Jogos de Pequim atravês das grandes multinacionais. Gaza, sempre. A ocupação sionista da Palestina, o Iraque a explodir e a guerra perdida no Afeganistão de quem já ninguem se lembra. Lista enorme que me recuso a enumerar que vai cedo o dia, os cigarros são poucos e não me apetece ir fazer café. Desta já aqui tinha falado mas felizmente este voltou ao assunto. É domingo e chove. Chove em Portugal. Sejam felizes e alienados. Preferencialmente, claro.

3 comentários:

LiliS disse...

FARTINHA de futebol...

e de politiquices tb...


bom fds...

vou voltar para a mha merda de job alienado amanhã... onde os meus superiores dizem "numaro", "pons" e "vou ir"...
é mesmo um job de sonho...ou pesadelo...

(sorry o desabafo!)

beijão

kurika disse...

De futebol estou um bocadinho farta, mas do circo quero ver.

Ausente. Doente. Mas de regresso à vossa casa para vos ler.

Bjs a todos

Arrebenta disse...

Sobre o que está a acontecer no "As Vicentinas de Braganza", agradecia que nos visitassem, e se pronunciassem, caso vos interesse o nosso novo dilema/problema

http://asvicentinasdebraganza.blogspot.com/2008/04/nota-constitucional.html#links