quarta-feira, 30 de abril de 2008

Poste cardionostálgico. Sei lá,

porque há dias mesmo assim. Cansados. E às voltas com o corpo que Deus nos deu. Assim, a abrir devagar os olhos e fazer aquelas coisas todas que escondem desalentos vários. A estupidez alheia. A mediocridade usual. Mais o resto. Os aumentos, o pão, o arroz, ainda, ou ler este aqui, banalidades que já de tão repetidas poucas consequências trazem. O desplante do Ministro a propósito de Moscavide e afinal, agora, os casos começam a aparecer País fora. Ocorre um verso de João da Cruz, ( " a vida que agora vivo / é um contínuo morrer " ), e, depois, o café, o cigarro, Jah Wobble's Solaris. Pausado. Esqueça-se o Regime que precisa de uma lição como em Roma, no domingo, a deram os italianos, para perceber a merda do Povo. Pois é, a Imigração. A promessa não agradará aos Louçã e quejandos mas agradou à cidade. E quem prometeu a expulsão de 20.000, pós fascista ou não, ganhou e percebeu as gentes comuns, que isto de vanguardas e élites é o que se sabe. Nós. Entre o arrivismo autoritário do engenheiro, com pompa e circunstância, num Portugal que pouco prima pela exigência ou pela memória, viva a Manela. Até a Laurinda Alves a saudou. Ideias, nenhumas. O passado, o triste e incompetente passado da ex-ministra é prova de que o PSD encontrou rumo e caminho. E estúpido, sou eu, claro. Afinal entre a noite negra do fascismo e o a luz diurna de Abril, os anos são os mesmos, a porcaria idêntica, a crise, a vários níveis, pior. Mas ninguém faz contas e Abril tem sempre crédito. Francamente, a vida é feia e apetece matar, e por uma vez dou razão ao Sartre, " o inferno são os outros, e de parvenus à esquerda e à direita ando eu e muito Portugal farto. Só o Cavaco de boliqueime precisou de um estudo para perceber que poucos já ligam a esta farsa trágica. O blogue segue em ritmo de cruzeiro e comemore-se o 1º de Maio, que esse vale sempre a pena.

5 comentários:

Thunder disse...

Vim desejar um óptimo feriado!
Não tenho vindo aqui porque tenho andado ocupada.Parece-me que as coisas vão acalmar um pouco.

Não, ninguém me "espancou" na escola! ;)

Fiquem bem.

Alien8 disse...

Pinto Ribeiro,

Um bom 1º de Maio para ti. Com saúde.
Obrigado pelo teu link, respondi ao comentário, como habitualmente, no meu blog.

Saúdo o regresso de Bernardo.

Li os posts daqui que me tinham escapado. Falta de tempo...

Um abraço a todos.

karvoeiro disse...

as batalhas sao travadas nas ruas, inconformismo aki só atrapalha!

Lola disse...

PR,

Um beijinho.

PintoRibeiro disse...

Karvoeiro: na rua estou eu.
Agora aí, rapaz, se calhar resta-te mesmo só a "arte"...