sexta-feira, 16 de março de 2007

Da arte & coisa & tal.

Karlheinz Stockhausen siderado pela apoteose da obra prima:
o colapso das Torres Gémeas em 11 de Setembro. A virtualização enquanto colapso psíquico.
( Bom fim de semana ).

5 comentários:

PR disse...

( Padrão correcto, post excelente M.. Postas quando quiseres. A ver se arranjamos uma maneira de organizar isto porque eu ando mesmo sem tempo e vontade. O B. que veja ).
Ao contrário de ti e do B., aceitando embora o enunciado dos anormais/freaks e a desmontagem que procurais, eu vou mais longe e vejo nessa troupe que por aí se arrasta e baba, uma muito ténue linha a separar este mundo, deles, e o da ralé criminosa. Aliás, vejo-os como criminosos com problemas, graves, do foro psíquico. Abraços, bfsemana Kamaradas, beijos e abraços.

Dara Martins disse...

:))

Bom fim de semana tb para ti ;)

Bjitus,
Dara Martins

Alisson da Hora disse...

E aquilo foi a maior obra de arte do século XXI, pelo grotesco e pelo desespero que, de vez em quando, a arte nos traz.
Fiquei deveras assustado com esse trecho do poema de Iwan Goll, Der Neue Orpheu:
"Dampforgeln
Verbreiten Orpheus' Musik

Auf dem Eiffelturm
Am 11. September
Gibt er ein drahtlos Konzert"

"Orgãos
Espalham a música de Orfeu

Na Torre Eiffel
Em 11 de setembro
Ele dá um concerto radiofônico"

e isso na década de 20...

abraços

a.h.

as velas ardem ate ao fim disse...

Colapso psiquico...pods crer.

Excelente post!

bjinhos para ti

sonia r. disse...

Genial!!!!

Abraço.