quarta-feira, 14 de março de 2007

Matrix: benvindos ao deserto do real.


O jogo pós moderno de um quotidiano ideológico de esquerda não consegue esconder o marasmo obsceno que emana dos dias. Destes dias com travo a snuff movie. Fantasmático.



O oposto da existência não é a não existência mas a insistência. Quem não existe, insiste, procurando existir, alcançar a existência. No entretanto tem sempre a virtualidade da blogosfera.

10 comentários:

morpheus disse...

Boa tarde a todos. Postes a buscarem desmontar os mecanismos ocultos e patológicos da virtualidade.

Lilis disse...

huummmm... eu arrasto a minha existência pelas ruas e pela blogosfera... e etc...
Mas hoje... manifestei o desejo de ser "abduzida" ou que me tirassem da MATRIX... tou farta!Já não suporto a realidade...

bjux e até ao outro lado do espelho...

Su disse...

morpheus............pois bem..insistes em q? nos sonhos???

:))))))))))))))

os mecanismos ocutos e patologicos são existem no virtual pq estão entranhados no real


jocas maradas........terriveis

kurika disse...

Esse marasmo de que falam...bem que até o esquecemos por momentos, num Sábado à tarde, como o último, numa esplanada na Foz...a beber uma qualquer bebida...e a tentar perceber o ritmo das ondas do mar.

Beijinhos

A gerência disse...

Corrosivo... mas confesso que dá gozo dissecar o que escreveste.
No entretando... singularmente até aceito a hipótese em destaque, porém... bom, o porém já possibilita a liquidação da possibilidade de um post num comentário... neste entretanto, como é óbvio.

Thunder disse...

Bem...eu gosto de jogos mais calmos tipo SIMS, Sherlock Holmes,Syberia...

Zé Lérias disse...

... e a vida continua.
abraço.

Opintas/Bernardo disse...

Ora viva Doutor e toca a postar que o PR e a Sónia estão uns grandes calões e eu pouco tempo tenho, porra.
A ver se eles percebem as parábolas. Olha que a Senhora Dona Su já se queixou de postes para sábios e ela sabe do que fala. Aprimora.te mas não primores. Abraço.

PR disse...

O filme que não o jogo, naturalmente. Subtil e sibilino, este post. Excelente.
Abraço, diverte-te.

sonia r. disse...

Bem vindo ao blogue Doutor. Morpheus. lol!