sábado, 17 de março de 2007

O homem é mau

( e eu, como se sabe, grunho, misógino, racista, homofóbico, xenófobo e algo mais, certamente ), dizia-o Hobbes e a culpa, de Gilgamesh à Bíblia, é da mulher, da serpente e da árvore. Que não da maçã, oferecida por Dionisio a Afrodite e que deu o nome a Avalon onde descansou, na morte, Artur. Sabia-o Merlim, sentado à sombra da macieira em prelecções que fizeram falta a Sócrates e mais ainda a Marques Mendes. Felizmente a semana teve sol para esquecer a estupidez, a maldade, a África de todos os horrores, sim, o Iraque e a Palestina, também, esta Coisa, esta " escuridão onde estamos mergulhados, estes dias mesquinhos de nevoeiro asqueroso, esta sombra que existe entre nós ", o País lucidamente desmontado numa entrevista que li de Lídia Jorge. " Vindo da penumbra para a penumbra ". Ele, ainda, o País. Por mim, mar, café, cigarros e guitarras aos trambolhões: people have the power. A Smith, pois: i havent fucked the past but ive fucked plenty w/ the future. Bom fim de semana.

7 comentários:

chuvamiuda disse...

..............

eternum..........

wind disse...

Bom dia, numa coisa concordo contigo:O Homem é mau!
Beijos

sonia r. disse...

Hoje estás mesmo de mau humor. Um beijinho.

Luís Galego disse...

a entrevista da Lidia Jorge foi elucidativa....partilho do teu estado de espirito...

Su disse...

o homem é mau

o país está pessimo

o tempo não ajuda

o meu mau feitio é a unica coisa que se mantem:)))))))))

jocas maradas...........às claras

Eric Blair disse...

Homofóbico não consta que sejas, pá.

vida de vidro disse...

Achas que concorde com as coisas que dizes a teu respeito?? :) Estou tentada...
Ok, bom fim de semana!**